A Arte da Sugestão.

OS MATIZES DO DESEJO

 Imagens do filme "JEU DE MASSACRE", de Alain Jessua, que dialoga com o erotismo nos quadrinhos.

A SÍNTESE

 Ava Gardner: Maria Vargas em "A Condessa Descalça".



Escrito por Carlos Reichenbach às 15h17
[] [envie esta mensagem] []


 
   Vendo tv pelo reflexo no vidro da janela do meu quarto.

DE OLHO NA TV COM A PATROA



 O.K., não sou nenhum expert no assunto, mas por uma série de razões que não vou perder tempo explicando, tive que dividir a atenção com o que escrevia no computador com a televisão ligada no meu quarto sintonizada na novela que a minha mulher gosta de assistir.
 Depois de duas semanas, ficou impossível conter a angústia e a perplexidade que me incomodavam. Desabafei com Lygia, minha mulher: "To ficando louco ou nessa sua novela que você assiste com tanto interesse (e que, aparentemente, dá uma audiência danada) não acontece nada?".
 Estou me referindo a tal novela do Manoel Carlos, que repete ad-infinitum o cacoete de terminar com depoimentos "colhidos da vida".
 Cáspite, será que a franquia "Gente Como a Gente" não acaba nunca?
 Leio pasmo a mídia saudando com adjetivos superlativos o naturalismo tacanho de uma atriz/personagem que previu o acidente da filha. Devo estar ficando insensível porque não vi nada demais (a não ser o uso irritante da música de efeito).
 Pelo amor de Deus, vamos levar mais a sério a profissão de ator. O que deveria ter sido a fração de segundo de arrepiar desejada nem chegou aos pés de um aterrador close de Irene Ravache, há muitos anos atrás, numa telenovela espírita da extinta TV Tupi. Lembro ter confessado pessoalmente à Irene, num dos festivais de Gramado, que aquela expressão nunca me saiu da cabeça. Irene contou que a sua referência para a tal cena tinha sido um olhar de Liv Ullman, em A PAIXÃO DE ANNA, de Bergman. Bingo!
 No âmbito do "milagre da interpretação", do fragmento de genialidade do ator-instinto, há vários exemplos que podem servir de modelo. O primeiro que me vem à cabeça é a virada de rosto de George C. Scott, em A ILHA DO ADEUS, quando intui que o filho morreu na guerra. Posso até estar sendo enganado pela memória, mas sou capaz de jurar que vi os pelos da nuca do ator se eriçando.
 Se há algum ponto alto a destacar no elenco é - sem nenhuma dúvida - o esforço hercúleo da atriz principal Thaís Araújo em extrair dignidade de seu personagem inócuo. Aliás, se há uma atriz no país que vem afinando seu talento e sensibilidade (ano após ano) é esta moça.
 Ainda a respeito do ritmo YANNI (leia-se "chove não molha") da trama, esse mesma enorme audiência da novela das oito me pareceu preparadíssima para degustar qualquer Tarkovski no Tela Quente das segundas feiras. Quem diria: o minimalismo chegou à novela das oito!
 Para não dizer que vejo televisão na marra, confesso que sou espectador assíduo de PODER PARALELO, que trouxe para a teledramaturgia todas as lições do melhor do Eurocrime. Lauro César Muniz continua sendo uma exceção na TV brasileira. Além de ter descoberto um tesouro de cunho cinematográfico na literatura de Silvio Lancellotti, escolheu parceiros de amplo conhecimento fílmico para assessorá-lo. Deu no que deu: PODER PARALELO assusta a audiência do concorrente com tensão permanente e alta dose de ironia nas caracterizações. Em PODER PARALELO os vilões são realmente péssimos mas quase sempre patéticos, quando não hilários. E todos os mocinhos ou heróis sempre acabam revelando um lado oculto pouco louvável. O galã é um êmulo assumido dos heróis interpretados por Fabio Testi nos policias peninsulares da década de 70.
 E como não elogiar a primorosa seleção do elenco feminino, em sua maioria atrizes magistrais, ainda desconhecidas do grande público, mas senhoras do manancial lapidado nos palcos brasileiros.
 Alguém sabe dizer o nome da fenomenal atriz que interpreta a Mamma da família Castellamare? Impossível não lembrar de Anna Magnani...
 E por fim, foi PODER PARALELO que deflagrou a inesperada e melhor interpretação masculina do ano na TV ou em qualquer mídia do país.
 Falei acima do olhar de Irene Ravache como fagulha de genialidade na televisão e confesso ter ficado arrepiado dos pés a cabeça com a expressão de fúria, dor e ressentimento do personagem do irmão "torto" da família mafiosa. Há muitos anos não testemunhava na televisão uma entrega tão absoluta - quase insana - de um ator ao seu personagem.
 Se Petrônio Gontijo ("Memórias Póstumas") não ganhar todos os prêmios de melhor ator de 2009 vai ser estupidez ou marmelada.



EM TEMPO - Meu filho Leonel apareceu com um DVD da primeira temporada da série LIE TO ME. Fiquei chapado. E olha que eu não dava uma pinga para o ator Tim Roth. Fui obrigado a engolir meus antigos conceitos de histrionismo. Houve uma época em que concordava com o saudoso Rubem Biáfora quando ele afirmava que os maus atores interpretavam com expressão de vítimas de úlcera. É curioso como - em algumas circunstâncias - a catadura de quem sofre de problemas hepáticos cai como uma luva para certos personagens. É o caso do tal doutor esquisito da série; um detector de mentiras ambulante. Além da inesperada ótima performance de Roth a série se destaca pela qualidade e inteligência dos roteiros.

http://torrent-upturboseries.blogspot.com/2009/11/lie-to-me-2-temporada-adicionando.html



Escrito por Carlos Reichenbach às 20h14
[] [envie esta mensagem] []


 
   Dicas Socializadas 11

CINEMATECA VIRTUAL 11
EM LOUVOR AO SULTÃO DO EROTISMO

A FASE UNDERGROUND

Elimination AKA Col cuore in gola (Tinto Brass - 1967) + Legendas em Português
http://www.4shared.com/file/154643287/1b64bfd2/Elimination.html

Action (Tinto Brass - 1980) + Legendas em Português
http://www.4shared.com/file/154643532/8db58413/Action.html

A FASE LIGHT

Capriccio (Tinto_Brass - 1987) + Legendas em Português
http://www.4shared.com/file/154643778/a887c67/Capriccio.html

Snack Bar Budapest (Tinto Brass - 1988) + Legendas em Português
http://www.4shared.com/file/154644593/9d8a64b6/Snack_Bar_Budapest.html

PEGANDO PESADO

Fermo Posta Tinto Brass (Tinto Brass - 1995) + Legendas em Português
- ALERTA: No caso específico deste filme (justamente um dos mais safados do diretor), por motivos não detectáveis, as legendas SRT impedem a visualização do AVI no Windows Media Player ou nos programas semelhantes. Não ligue para isso; as legendas foram ressincronizas e o filme pode ser tranquilamente convertido para DVD (VOB), que as legendas aparecerão sem susto.
http://www.4shared.com/file/154645192/55389b99/Fermo_posta.html

ACERVO CLÁSSICOS DO SULTÃO
Salão Kitty AKA Salon Kitty (Tinto Brass - 1976) + Legendas em Português
Caligula - Unrated Version (Tinto Brass - 1979) + Legendas em Português
A Chave AKA La Chiave (Tinto Brass - 1983) + Legendas em Português
Miranda (Tinto Brass - 1985) + Legendas em Português
Paprika (Tinto Brass - 1991) + Legendas em Português
Todas as Mulheres Fazem AKA Così fan tutte (Tinto Brass - 1992) + Legendas em Português
O Voyeur AKA  L'uomo che guarda (Tinto Brass - 1994) + Legendas em Português
Monella - A Travessa AKA Frivolous Lola (Tinto Brass - 1998) + Legendas em Português
A Pervertida AKA Trasgredire (Tinto Brass - 2000) + Legendas em Português
Luxúria AKA Senso '45 (Tinto Brass - 2002) + Legendas em Português
Faça Isso! AKA Fallo! (Tinto Brass - 2003) + Legendas em Português
Monamour (Tinto Brass - 1985) + Legendas em Português

http://www.4shared.com/file/154647389/727c6fb5/Acervo_Tinto_Brass.html

EXCLUSIVIDADES DO PARENTE (Forum MAKING OFF)

L'urlo (Tinto Brass - 1970)
http://www.torrentroom.com/torrent/2198698-L-039-Urlo-Tinto-Brass-1970-TVRip-Xvid-PARENTE.html

Il disco volante (Tinto Brass - 1964)
http://isohunt.com/torrent_details/139574857/?tab=summary
OU
http://www.torrentdownloads.net/torrent/1650729939/il+disco+volante+tinto+brass+ita+parente+vhsrip+xvid+1964



Escrito por Carlos Reichenbach às 12h41
[] [envie esta mensagem] []


 
   Não seja por isso...

CINEASTA LIBERA FILME MAIS RECENTE PARA DOWNLOAD

DEU NO PASSARIM
- de Daniel Caetano -

 Com raras exceções, qualquer cineasta faz seu filme com o desejo de que o maior número possível de pessoas o veja. É preciso lembrar disso, porque ainda há tolos que insistem no lero-lero de que "os diretores fazem filmes para o próprio umbigo" e etc.
Pois bem: Guilherme de Almeida Prado, o diretor de Onde Andará Dulce Veiga, resolveu passar à ação para fazer seu filme ser visto nesses tempos em que o esquema de distribuição de filmes está em crise. O que fez ele então? Fez o mesmo que andam fazendo centenas de diretores de curtas amadores: por conta própria, disponibilizou seu filme para download na internet e divulgou através de comunidades do orkut. Dá-lhe!
(...)
 Almeida Prado explicou sua atitude na comunidade orkutiana "Filmes brasileiros (download)" da seguinte forma: "Como não existe a menor chance que eu consiga lançar o DVD do meu filme...".


LEIA O TEXTO NA ÍNTEGRA
http://passarim.zip.net/arch2009-11-01_2009-11-30.html

ONDE ANDARÁ DULCE VEIGA (Guilherme de Almeida Prado - 2007)
http://www.4shared.com/file/153297672/c25bd030/OndeAndaraDulceVeigaDVDRiph264-CSA5165459TPB.html



Escrito por Carlos Reichenbach às 06h05
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
HISTÓRICO



OUTROS SITES
 OLHOS LIVRES - BÔNUS
 LINKS RÁPIDOS OLHOS LIVRES
 LINKS OLHOS LIVRES AMPLIADO - Todo cinema na Web
 FILMOGRAFIA E CURRÍCULO DE CARLOS REICHENBACH
 IMDB
 ALL MOVIE GUIDE


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!